Descendo a marreta

“Uma mulher russa teve uma surpresa ao voltar de uma viagem para o campo. Sua casa, na cidade de Nizhny Novgorod, tinha simplesmente desaparecido. Segundo reportagem do canal de televisão NTV, o lugar foi demolido por engano pelos funcionários de uma construtora.

“Não sobrou nada, nem uma lasca”, lamentou Lyudmila Martemyanova, tentando proteger-se do frio no meio de um terreno coberto de neve no centro da cidade (a quarta maior da Rússia).

O promotor Nikolai Govorkov disse que a construtora derrubou a casa de Lyudmila em vez da que estava marcada para demolição, perto dali. Ela recusou a indenização oferecida pelos construtores, alegando que a quantia não era suficiente nem para um quartinho na periferia. O caso foi parar na Justiça.

Fonte: G1

HAHAHA

ha… ha… ha….

ha

não?

2 opiniões sobre “Descendo a marreta”

Os comentários estão encerrados.